Mobilização alerta população para continuar prevenção contra o Aedes aegypti

As ações da Prefeitura Municipal de Grossos para o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya tiveram continuidade na manhã desta quinta-feira (14). A Secretaria Municipal de Saúde e escolas do município realizaram uma caminhada de alerta e conscientização que percorreu ruas do município chamando a atenção da população para a importância de não descuidar das medidas preventivas.

Entre os estudantes o sentimento era de colaborar para o bem coletivo. “Achamos muito importante participar e contribuir nesse momento, afinal o combate ao mosquito é um dever de todos nós”, disse a aluna da Escola Estadual Manoel João, Maria Clara.

A caminhada finalizou as ações realizadas nas escolas sobre a prevenção ao Aedes aegypti, que levou palestras e incentivou a realização de atividades a respeito do assunto nas repartições visitadas, mas a prevenção deve continuar.

A ação mais simples para prevenir a dengue é evitar o nascimento do mosquito, uma vez que não existe vacina. A fêmea coloca seus ovos em locais com água limpa e parada. Por isso, é preciso vistoriar possíveis criadouros de dengue, como vasos, recipientes, caixa de água, calhas, lajes e telhados.

Saiba que medidas você pode tomar na sua casa:

– Não deixar água parada em pneus fora de uso. O ideal é fazer furos nestes pneus para evitar o acúmulo de água;
– Não deixar água acumulada sobre a laje de sua residência;
– Não deixar a água parada nas calhas da residência. Remover folhas, galhos ou qualquer material que impeça a circulação da água.
– A vasilha que fica abaixo dos vasos de plantas não pode ter água parada. Deixar estas vasilhas sempre secas ou cobri-las com areia;
– Caixas d’água devem ser limpas constantemente e mantidas sempre fechadas e bem vedadas. O mesmo vale para poços artesianos ou qualquer outro tipo de reservatório de água;
– Vasilhas que servem para animais como gatos e cachorros beberem água devem ter a água trocada diariamente;
– As piscinas devem ter tratamento de água com cloro sempre na quantidade recomendada. Piscinas não utilizadas devem ser desativadas, com a retirada total da água, e permanecerem sempre secas;
– Garrafas ou outros recipientes semelhantes (latas, vasilhas, copos) devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo. Se não forem usados devem ser embrulhados em sacos e descartados no lixo;
– Não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada;
– As bromélias costumam acumular água entre suas folhas. Para evitar a reprodução do mosquito, o ideal é regar esta planta com uma mistura de 1 litro de água e uma colher de água sanitária;
– Sempre que observar alguma situação que você não possa resolver, avisar imediatamente um agente público de saúde para que uma medida eficaz seja tomada.
 
Como agir em caso de suspeita de dengue:

Em casos de suspeita da doença, a pessoa deve procurar, imediatamente, por um serviço de saúde. Os aspectos mais comuns são febre alta, dores articulares e musculares, dor de cabeça, dor na região atrás dos olhos, manchas avermelhadas pelo corpo, cansaço, vômito e diarreia. Vale ressaltar que o quadro febril deve estar associado a dois ou mais sintomas.