Secretaria de Saúde inicia campanha contra Hepatites Virais nessa segunda-feira (17)

Foto: Matheus Felipe/SECOM

A Secretaria Municipal de Saúde realiza nesse mês a campanha “Julho Amarelo” que visa a conscientizar sobre a importância da prevenção, do diagnóstico e do tratamento das Hepatites Virais. As atividades iniciam nessa segunda-feira (17) nas mediações do Mercado Público Municipal, onde será montada uma estrutura para realização de palestras, explicações e esclarecimentos, testes rápidos, atendimento médico e de enfermagem.

Estima-se que existam 1,7 milhões de brasileiros portadores do vírus da hepatite C e 756 mil portadores do vírus do tipo B, sendo que muitos não sabem que têm estes vírus. “Esse é o grande desafio da campanha, saber se tem ou não a doença, por isso convocamos e recomendamos que a população grossense participe, realizando os testes e se informando”, explica Raquel Raiza, secretária adjunta de saúde.

Além das atividades dessa segunda-feira, a campanha acontecerá nos postos de saúde. No dia 25, a UBS Rita de Cássia, no Bairro São José, realiza as ações e, no dia 26, todas as unidades da zona rural do município realizarão atividades em combate as hepatites virais.

JULHO AMARELO

Em 2010, foi instituído pela Organização Pan-Americana da Saúde o “Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais”, a ser comemorado em 28 de julho. Seguindo a linha do “Outubro Rosa” e “Novembro Azul”, o “Julho Amarelo” objetiva conscientizar sobre a importância da prevenção, do diagnóstico e do tratamento das Hepatites Virais.

HEPATITES VIRAIS

Hepatites virais é um grave problema de saúde pública. Hepatite é a inflamação do fígado, que pode ser causada por vírus, uso de remédios, álcool e outras drogas, além de doenças. É uma doença silenciosa que nem sempre apresenta sintomas. Milhões de pessoas no Brasil são portadoras de algum tipo do vírus e não sabem, correndo o risco da doença evoluir e causar danos mais graves ao fígado como cirrose e câncer. Para evitar o contágio, primeiramente, evitar o contato com sangue. Não compartilhar qualquer objeto cortante ou perfurante e, principalmente, usar sempre camisinha.